Relatos sobre o Fundador – por Mitsugi Saotome

Ô Sensei ergueu os olhos e fez sinal de que queria ir ao banheiro. ‘Sinto muito, mas depois de ficar na cama o dia inteiro minhas velhas pernas  estão muito fracas.’ Rapidamente segurei-o por um braço enquanto meu grande amigo Yoshio Kuroiwa segurava-o pelo outro. Passo a passo fomos descendo o corredor, amparando-o firmemente para que não caísse e se machucasse. De repente ele se impertigou, com orgulho a brilhar nos olhos. ‘Não preciso de ajuda’, disse, e, com um rijo sacudir de ombros, libertou os braços. O velhinho débil e moribundo soltara-se de dois mestres instrutores.

Ambos voamos de encontro às paredes, um de cada lado. A passos lentos, Morihei Ueshiba foi seguindo sozinho. Mas a cada passada sua vida ardia como o último brilho fulgurante de uma vela antes de se apagar. Calmo e em paz diante da morte que se avizinhava, vivia a realidade de cada momento à medida que este se apresentava. Só existia aquele momento; cada hausto era o infinito. Quantas lembranças não lhe ocorriam a cada passo? Seus olhos reluziam, sua postura era imponente. Foi esse o desafio final.”

SAOTOME, Mitsugi. Aikido e a Harmonia da Natureza. Ed. Pensamento. São Paulo. P. 22

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: