O que realmente significa uma faixa preta?

Por Reverendo Kensho Furuya – 6° Dan Aikikai (In Memorian)

(…)Como se obtém a faixa preta? Você deve encontrar um professor competente e uma boa escola, começar a treinar e a trabalhar duro. Algum dia, quem sabe quando, ela chegará. Não é fácil, mas vale a pena. Pode levar um ano; pode levar dez anos. Talvez você nunca a consiga. Quando você compreende que a faixa preta não é tão importante quanto à prática em si, provavelmente está se aproximando do nível de faixa preta. Quando você compreende que não importa quanto tempo ou quão duro você treine, há uma vida inteira de estudo e prática à sua frente até a morte, você provavelmente está chegando perto da faixa preta.
Seja qual for o nível que você obtenha, se você achar que “merece” uma faixa preta ou se achar que você agora “é bom o bastante” para ser um faixa preta, você está fora do caminho e, sem dúvida, muito distante alcançá-la. Treine duro, seja humilde, não se exiba diante do seu mestre ou de outros alunos, não reclame de nenhum encargo e dê o seu melhor em tudo em sua vida. Este é o significado de ser uma faixa preta. Ser autoconfiante demais, exibir suas habilidades, ser competitivo, desprezar os outros, demonstrar falta de respeito e escolher aquilo que faz ou não faz (acreditando que alguns trabalhos são indignos de você) caracterizam o aluno que nunca obterá a faixa preta. Aquilo que vestem ao redor da cintura não passa de uma peça de comércio comprada por uns poucos dólares em alguma loja de artigos para artes marciais. A verdadeira faixa preta, usada por um verdadeiro possuidor de uma faixa preta, é a faixa branca do principiante, tingida de preto pela cor do seu sangue e do seu suor.

(…)
O texto completo pode ser lido no site da Academia Brasiliense de Aikido.

Anúncios

5 responses to this post.

  1. O texto completo você também encontra no I M P R E S S Õ E S – A I K I D Ô no link que segue: http://impressione.wordpress.com/2008/08/22/o-que-realmente-significa-uma-faixa-preta/ – Postado lá em 2008.

    Responder

  2. Ótimo texto, Ribamar!

    Muitos que iniciam o caminho vão ficando, outros seguem e poucos realmente entendem os propósitos do DO.
    Desde a infância quando me iniciei nas artes marciais, pude presenciar poucos faixas preta como o texto sugere.
    De qualquer forma é de extrema importância essas reflexões para que possamos nos balizar em nossa trajetória.

    Forte abraço, meu amigo!

    Responder

  3. Posted by Jailson Albuquerque on 19 de setembro de 2012 at 11:16

    Sensei Vinícius, obrigado por disponibilizar este conteúdo. Sem dúvida, muitos se distanciam do caminho, porém um bom professor (como no próprio texto diz) pode nos orientar a manter o caminho.
    Shinbo-Dojo, Maceió-Al

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: