Posts Tagged ‘paz’

O AIKIDO É PARA POUCOS

unnamed

créditos da foto : Colette Phillips postado em flickr

O Aikido é para poucos.  Em primeiro lugar,  porque tem que se compreender por qual motivo treinar esta arte, pois não é ela agressiva, não é competitiva…

Ora, mas que espécie de arte marcial esquisita é esta?

O Aikido é um Budo… um caminho marcial… não cria um guerreiro; mas também sabemos que a tecnologia de guerra atual dispensa a luta corpo à corpo como em outros tempos.

O Aikido também não gera competidores… porém, acredite, há pessoas para quem a competitividade do dia-a-dia já basta.

Criada no contexto histórico do pós-guerra, objetiva gerar cavaleiros da paz, pretende eliminar nossos medos, ansiedades e angústias, preparando-nos para lidar com as situações de crises, sem se apegar a elas… e o corpo é o seu instrumento… Buscar senti-lo, movimentá-lo… estudamos técnicas de defesas para aprender a controlar situações de perigos… a não temê-los… e assim contorná-los sem prender-se a eles; técnicas originadas da guerra,  mas que objetivam a paz… a paz individual… a paz coletiva.

Os aikidocas são assim?  Não necessariamente… mas almejam ser… ao menos os praticantes sinceros.

Parece bobagem, não é tudo isso? Tudo bem… te entendo… O Aikido é para poucos.

José Ribamar Lopes

Anúncios

A ARTE DOS SANTOS

ukon-takayama-monumento

Ukon Takaiama – o samurai de Cristo

O Aikido tem tantos objetivos elevados que faz crer que é uma arte de santos… nada disso… na verdade tudo que vem com muita doutrina gera santos de pau oco. A concorrência,  a competitividade,  a inveja, a busca por sucesso e a necessidade de destaque está onde o ser humano estiver. O fundador dizia que o Aikido é para levar à paz em todos os cantos do mundo… mas não é assim… tem sido a própria arte motivo de separações… assim como é nas religiões… grupos distintos não se cruzam.

Gosto desta arte pelo que ela é…, pelo que representa para mim, e não pelo que tenho encontrado… conheci muitas pessoas.. conheci pessoas boas… confio em poucas… vejo muita empáfia e arrogância… incoerência… mas isso não afeta a arte… treino Aikido pelo Aikido… melhor que fosse diferente… mas a vida é como é… e no Aikido também… Eu treino pelo que acredito… tento mudar a mim mesmo, embora seja ínfimo o progresso, mas a busca me satisfaz.

José Ribamar Lopes
um José no Aikido